NUNO MELO

ADRIANO MOREIRA

O Professor Adriano Moreira foi um português no superlativo, que representou o melhor de Portugal em tempos muitos diferentes.  Completo no percurso multifacetado, distinguiu-se em competências diversas, mantendo sempre a família, que venerou, no eixo da sua roda.

Foram tão fortes as marcas que deixou e as pessoas que impressionou, que tendo partido,  na verdade nunca nos deixará.

O Professor Adriano Moreira merece que lhe celebremos principalmente a vida, mesmo se temos de assinalar a data da morte.  Uma vida feita de conquistas e superações, por parte de quem nunca aceitou ficar preso às condicionantes do ponto de partida.

O Professor Adriano Moreira exprimiu a concretização do elevador social que, abrindo caminhos, nos deve animar na concretização dos nossos próprios objetivos.  Sem ter nascido no fausto e na riqueza, transmontano com orgulho, acompanhado pelos pais que guardou como arquétipo, estudou, trabalhou, combateu, cresceu e conquistou . Mas alcançado o sucesso nunca se deslumbrou. As suas circunstâncias talharam até, certamente, o caracter de quem teve a dignidade da pessoa humana e a solidariedade e ajuda aos desfavorecidos, como essência e propósito.

O Professor Adriano Moreira é uma figura maior da história recente de Portugal, que se distinguiu pela eloquência, conhecimento,  pensamento, docência, serviço e liderança. Os resultados preenchem arquivos nacionais e estrangeiros, páginas de muitos livros, tratados sobre visão geopolítica e conceitos estratégicos, memórias em cada um dos lugares por onde passou, nas Universidades, Sociedade de Geografia de Lisboa, Nações Unidas, Governo e Assembleia da República.

O Professor Adriano Moreira é também uma personalidade maior e referencial no CDS, de que foi presidente entre 1986 e 1988 e que nunca abandonou, até ao último dia, encarnando como poucos os valores da democracia-cristã que teve como essencial ao regime e fundamental no partido.

Não é por isso de estranhar que na missa que antecedeu a viagem até à última morada, o Cardeal-patriarca de Lisboa D. Manuel Clemente tenha revelado que, 15 dias antes da morte, o Professor Adriano Moreira o chamara, apenas para se questionar sobre qual seria o futuro da Doutrina Social da Igreja.

Do mesmo modo e em coerência,  em Julho, o Professor Adriano Moreira já se dirigira e pela última vez aos militantes do CDS, num congresso estatutário que o homenageou, afirmando a atualidade e sentido cruciais da democracia-cristã. Mais impressionante, a propósito da necessidade e justiça do CDS ultrapassar os momentos difíceis, terminou a mensagem dizendo: não desistam, acreditem sempre.

Professor Adriano Moreira, confiando que velará onde esteja,  saiba que trataremos de tentar estar à altura do legado e do exemplo. Não desistimos e acreditaremos sempre.

Por tudo, que foi tanto, Obrigado meu Presidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *