PROENÇA-A-NOVA

QUADRO DE CARLOS FARINHA promove azeite a partir da obra de arte Tiborna  

Provar o azeite novo em pão torrado é uma das tradições que se ainda se vive nos lagares do concelho e uma oportunidade para um grupo de amigos, oriundos de vários pontos do país, se reunir há já 30 anos para a tiborna num dos lagares do concelho. Paulo Riscado começou a organizar este encontro por brincadeira, com um grupo de 30 amigos; em 2022, 30 anos depois, o grupo é composto por 110 elementos e já há quem fique mais dias para além do fim de semana ou que revisite o território posteriormente noutros períodos de férias.

Para assinalar a data redonda, o pintor Carlos Farinha passou para a tela o ciclo de produção do azeite dentro do lagar, da moagem até à parte da prova. “Tenho de agradecer ao Paulo Riscado porque há 30 anos que, de forma insistente, com grande parte de vós vem a Proença-a-Nova relativamente àquilo que é expresso no quadro do Carlos Farinha: provar um dos produtos que nós temos de excelência”, referiu João Lobo, presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova.

Apesar do ano não ter sido muito positivo para a azeitona, em termos de quantidade e qualidade, o azeite continua a ser um produto de referência no concelho e um dos motivos de ligação das pessoas ao seu território. Com esta iniciativa, que já promoveu a tiborna junto de centenas de pessoas, o azeite mostra uma nova faceta como fator agregador, agora simbolizado no quadro de Carlos Farinha.

A obra de arte, intitulada Tiborna, que simultaneamente destaca o azeite e a amizade à mesa, vai ficar exposto nos Paços do Concelho, onde já se encontram outras duas telas do pintor que tem raízes familiares na aldeia dos Maxiais. João Lobo destacou “O Concelho de Proença-a-Nova”, na entrada do edifício, e o “31 de julho”, na sala de sessões, onde recebeu o grupo, traduzindo a arte “como fator de atratividade”. Paulo Riscado agradeceu o esforço que o grupo faz para ano após ano participar nesta iniciativa e o apoio da Câmara, quando solicitado, que eternizaram num objetivo comemorativo desta colaboração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *