PRÉMIO NACIONAL DE ARTESANATO 2023

BORDADO DE CASTELO BRANCO É FINALISTA – As candidaturas estão neste momento em fase de votação aberta ao público até dia 18 de dezembro, sendo que o voto é feito na plataforma do IEFP.

Recentemente abraçado pela UNESCO, o Bordado de Castelo foi nomeado pelo comité de avaliação para o Prémio Nacional de Artesanato 2023, na categoria Prémio Promoção para Entidades Públicas – uma distinção que visa reconhecer o esforço de entidades ou organismos públicos em benefício das artes e ofícios. Segundo Hélder Henriques, Vice- Presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco “(…) esta nomeação reúne todas as condições para poder conquistar o prémio. Este reconhecimento representa mais um passo na valorização do Bordado de Castelo Branco como ofício do território, no enaltecimento da comunidade Albicastrense e na afirmação de Castelo Branco como um destino turístico de cultura. Com esta nomeação o Bordado de Castelo reforça assim o seu valor identitário para esta região”.

Esta tradição secular, que teve origem no século XVIII, destaca-se entre os diversos bordados portugueses devido à sua composição visual única. Utiliza cores intensas de fios de seda sobre uma base de linho artesanal cru. Os desenhos apresentam motivos simbólicos, como a Árvore da Vida, pássaros, cravos, rosas, lírios e corações, conferindo- lhe um caráter exótico. Essas características foram integradas na arquitetura urbana da cidade, evidenciando-se em calçadas e edifícios, transformando o Bordado de Castelo Branco num símbolo característico da região. O Bordado de Castelo Branco é reconhecido internacionalmente, com peças em museus como o Victoria & Albert Museum, em Londres, e a Catedral de Manchester.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *