ÓPERA CARMEN DE GEORGES BIZET

O SALÃO PRETO E PRATA DO CASINO ESTORIL recebe, no próximo dia 26 de Maio, pelas 21h30, a ópera Carmen, de Georges Bizet, com libreto por Henri Meilhac e Ludovic Halévy. Embora aquando da sua estreia, em 1875, em Paris, tenha sido considerada escandalosa, vulgar, imoral e inadequada para a sociedade da época, a verdade é que hoje em dia é uma das óperas mais conhecidas a nível mundial.

Escrita em quatro atos, a grande obra-prima e última ópera do músico e compositor francês, retrata a história da cigana que não hesita morrer em nome da liberdade e do amor. Para Carmen, o amor é como um pássaro selvagem, que não pode ser aprisionado.

Baseada num romance homónimo da época do historiador, senador e escritor romântico Prosper Mérimée, a história de Carmen passa-se em Espanha e gira em torno de quatro personagens principais: Carmen, cigana sedutora que trabalha numa fábrica de cigarros e tem a liberdade como seu símbolo; Don José, soldado, obcecado por Carmen e noivo de Micaela; Micaela, noiva de Don José que busca durante toda a ópera restaurar o juízo de seu noivo e Escamillo, toureiro e novo amor de Carmen.

Desenrolada numa Espanha ainda franquista, a ópera Carmen distingue-se pela encenação da Coro Orfeón Crevilentino e do Coro de Niño Federación Coral de Crevillent. Conta com mais de 70 artistas, entre Coro Orfeón Crevilentino e o Coro de Niño Federación Coral de Crevillent e a colaboração do Ballet Espanhol Antonio Márquez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.