VOLVO XC40 RECHARGE HÍBRIDO PLUG-IN

DA SEGURANÇA À SUSTENTABILIDADE – A Volvo é uma marca que continua a cimentar cada vez mais a sua presença na linha da frente em termos de inovação. O SUV híbrido plug-in compacto foi construído com um objetivo para o nosso planeta e desenvolvido para a condução urbana. Foi no ano passado que, através de um evento mundial com transmissão online, Håkan Samuelsson, CEO da Volvo Cars, nos surpreendia com uma pergunta muito simples: “Nas últimas décadas, fizemos da segurança um dos temas mais importantes para a Volvo. Porque não fazê-lo também com a sustentabilidade?” Com esta pergunta, no entanto, o responsável máximo da marca nórdica não se restringia apenas à produção de automóveis e sim a toda uma postura por parte deste construtor, com um ajuste na mentalidade e nos métodos de trabalho de fábricas, escritórios e dos seus próprios colaboradores, algo que até já acontecia muito antes desta mesma pergunta. No entanto, foi assim que deu início à apresentação daquele que será o primeiro automóvel totalmente elétrico da marca, o XC40 Recharge, e que nos apresentou alguns dos planos da Volvo para um futuro tão próximo que quase podia ser presente. E a prova é que, apenas uns meses depois, este modelo está prestes a chegar ao mercado nacional. Enquanto isso não acontece, a marca já fez chegar a designação Recharge a todos os seus modelos com ligação à rede e até já contamos com a presença de um outro XC40 Recharge, só que equipado com um sistema híbrido plug-in e não totalmente elétrico. 

 

A ESTREIA DA SIGLA RECHARGEO mais pequeno dos SUV da Volvo tem dado bastante que falar nos últimos tempos, uma vez que já conquistou números de vendas bastante superiores aos inicialmente previstos, seguindo a tendência do resto da gama e até foi escolhido como o carro europeu do ano em 2018. Foi o primeiro modelo a utilizar a plataforma CMA para os modelos compactos da marca (com o número 40 na sua sigla) e segue a mesma linguagem de design dos irmãos de maior porte nos mais variados detalhes estilísticos que caracterizam os Volvo mais modernos. Não faltam as assinaturas visuais com as óticas dianteiras a incluir o “T” inspirado no martelo de Thor, nem os traços verticais na secção traseira, que acompanham os ombros da carroçaria na zona inferior do seu percurso. Mas este XC40 é o modelo que também estreia a sigla Recharge. Noutros tempos, chamar-se-ia qualquer coisa como T5 TwinEngine Plug-In Hybrid, mas agora, a marca optou por batizar todos os seus modelos capazes de carregar o sistema elétrico através da rede com esta nova designação Recharge, tal como podemos ver no site da marca. Apesar do tamanho compacto deste SUV, esta versão inclui qualquer coisa como 262 cv de potência nas rodas dianteiras, um valor que nos faz recordar os Volvo de outros tempos. Mas agora, este é o valor combinado entre uma motorização a gasolina de apenas 1,5 litros de cilindrada, com três cilindros e 180 cv, e uma outra, elétrica, capaz de produzir 82 cv de potência. 

 

O SISTEMA HÍBRIDO – Os modos de funcionamento disponíveis do sistema híbrido são quatro. O primeiro designa-se apenas por “Hybrid” e é aquele com que cada viagem começa. É neste modo que o sistema fica praticamente autónomo em termos de escolhas e decide automaticamente qual o modo de condução que melhor se adapta a cada situação. O modo “Power” faz com que tanto o motor elétrico como o de combustão trabalhem em conjunto, com o objetivo de oferecer o melhor desempenho possível e com todos os 262 cv disponíveis, ideal para aquela estrada de montanha que mais gostamos de percorrer. O modo “Off-Road” dá prioridade à gestão da tração, para que o desempenho do XC40 fora de estrada seja o melhor possível apenas com as duas rodas dianteiras. Finalmente, temos o modo “Pure”, que é aquele que quase serve de introdução ao mundo dos automóveis totalmente elétricos, por ter a missão de circular em modo puramente elétrico na maior parte do tempo. Com as baterias totalmente carregadas e com o modoPure” ativo, o XC40 híbrido plug-in consegue percorrer cerca de 45 km sem sequer ter de acordar o motor de combustão, perfeito para aquelas deslocações diárias mais curtas em ambiente citadino. Se deixarmos o sistema híbrido funcionar em modo automático, ligando o motor de combustão apenas quando necessário, as médias de consumo podem descer até próximo dos 2 litros de combustível para cada 100 quilómetros e deixar as emissões poluentes em torno dos 50g de CO2 por quilómetro. Além dos modos de condução, o sistema híbrido do XC40 ainda conta com duas funções bastante úteis. Uma é a função que mantém a carga da bateria para se poder utilizar mais tarde, e outra é a que aproveita o facto de o motor de combustão estar a funcionar para carregar as baterias do sistema elétrico em andamento, penalizando um pouco o gasto de combustível, claro.Tal como já referimos, este sistema híbrido é dos que conta com a possibilidade de carregar através da rede, por uma ligação situada do lado esquerdo da carroçaria, junto às cavas das rodas dianteiras e que se destina a carregar as baterias no sistema, engenhosamente arrumadas no túnel central da carroçaria. Esta opção, faz com que não seja roubado espaço no habitáculo nem no porta-bagagens, deixando ainda mais espaço disponível para passageiros e carga.  

AMBIENTE A BORDO – É a bordo que este XC40 nos mostra que parece mesmo ser um modelo de outro segmento, graças a uma qualidade de construção bastante elevada, uma escolha de materiais muito cuidada, especialmente na versão Inscription, e um visual mais requintado, tal como a Volvo nos está a habituar cada vez melhor. A posição de condução é excelente e o ambiente a bordo é muito cativante, usufruindo de um desenho moderno e distinto, como se esperava num construtor nórdico e que pode receber detalhes como um comando da caixa de velocidades em cristal, autoria da Orrefors Crystal, um sistema de som da autoria da Harman-Kardon ou um teto de abrir panorâmico em vidro. No assento do passageiro, a bandeira da Suécia bastante discreta mostra o orgulho da marca no seu país de origem e todo o ambiente não passa mesmo despercebido a quem tem a possibilidade de aceder ao habitáculo deste XC40. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *