VOLVO C40 RECHARGE

UM VOLVO TOTALMENTE ELÉTRICO – Se há marca que sempre teve uma forma muito própria de pensar, é a Volvo. No meio de milhares de tendências a que vamos assistindo, a marca nórdica sempre escolheu quais as que deveria seguir e de uma forma muito própria e adaptada à sua filosofia.  

A necessidade de fazer algo pelo planeta surgiu de uma forma abruta e que não envolve apenas a adição de eletricidade a alguns dos seus modelos. Engloba toda uma nova forma de trabalho, que vai desde os automóveis, aos seus locais de fabrico, mas também à consciencialização dos seus próprios trabalhadores, escritórios, concessionários, etc. A nova família de modelos Recharge identifica os modelos da sua gama com capacidade de se ligarem à corrente, sejam híbridos plug-in ou cem por cento elétricos, mas é em exclusivo com estes últimos que a marca pretende chegar a 2030, afirmando que será esse o ano em que “cada novo automóvel vendido será exclusivamente cem por cento elétrico”.  

Locomovido apenas a eletricidadeO primeiro modelo da marca locomovido apenas a eletricidade foi o XC40 Recharge, que já iniciou a sua comercialização em solo nacional, mas a próxima aposta desta família também já foi apresentada e inclui um formato que também é novo para a marca, o de Crossover. Chama-se C40 Recharge e é uma espécie de versão coupé do XC40, com o qual partilha diversos dos seus componentes. Na secção dianteira, as semelhanças são mais do que óbvias, estando presente a grelha fechada que faz parte dos modelos elétricos, mas também as luzes de condução diurna em LED com o desenho em “T” inspirado no martelo de Thor. No entanto, é na traseira que este C40 assume uma identidade muito própria. O desenho da assinatura visual em led tem um traço muito característico e chega mesmo a passar da zona superior do pilar traseiro para a tampa da bagageira, onde também encontramos as letras da marca em grande destaque. O discreto spoiler traseiro na tampa da bagageira e o que fica junto do tejadilho ajudam a melhorar a aerodinâmica deste modelo, mas também servem como elementos estilísticos diferenciadores, realçando as semelhanças com um coupé. Este ponto é ainda mais visível quando observamos a secção lateral do C40 e a sua pintura bicolor, que parece separar zona inferior da carroçaria daquela à altura das janelas laterais, mas que nos leva harmoniosamente até ao pilar traseiro, onde muda de direção rumo ao tejadilho. Para completar o conjunto, resta apenas salientar a presença das jantes de liga leve de grandes dimensões e que podem mesmo chegar às 20 polegadas de diâmetro, tal como a unidade que vê nas imagens.  

Luminoso ambiente a bordoA bordo, a posição de condução mais elevada é uma das características que já estamos habituados a encontrar num SUV, sendo que o ambiente poderá ser personalizado ao gosto de cada cliente, graças a um numeroso conjunto de configurações possíveis, entre cores, padrões e alguns componentes. Este será também o primeiro modelo da marca a não incluir qualquer componente em pele de origem animal. O luminoso ambiente a bordo fica assegurado pela presença do teto panorâmico em vidro e pelas diversas combinações de cor que poderemos escolher para o habitáculo. Em adição à componente mais decorativa, os apaixonados por tecnologia vão certamente destacar o novo painel de instrumentos totalmente digital e que pode ser preenchido com as informações do sistema de navegação, mas não é por isso que deixa de estar presente o ecrã vertical da consola central, que já conhecemos de outros modelos e através do qual podemos controlar sistemas como o som, assinado pela Harman Kardon, por exemplo.  

O sistema operativo da componente de infoentretenimento foi desenvolvido em parceria com a Google e é baseado numa plataforma Android. É graças a este ponto que ficam disponíveis diversas das aplicações e serviços do Google, como os mapas do sistema de navegação, o assistente de voz, até a loja das aplicações, onde poderá encontrar aquelas que mais se adaptam ao seu ritmo e rotina. O facto de estar em constante ligação à rede com o objetivo de oferecer ao cliente um enorme conjunto de serviços de conectividade, faz com que o C40 também possa ir recebendo variadas atualizações de software, o que, segundo a Volvo, vai fazer com que a experiência de utilização deste modelo possa ir melhorando a cada dia. 

Não um, mas dois motores elétricosA locomoção do C40 Recharge estará assegurada não por um, mas por dois motores elétricos, um em cada eixo. Serão alimentados pela bateria de 78 kWh, que se consegue carregar até aos 80 por cento em apenas 40 minutos com um carregador adequado e terá a capacidade de deixar o C40 Recharge ser conduzido ao longo de cerca de 420 quilómetros, uma vez que é esta a sua autonomia anunciada. Em termos de números, a potência combinada deste sistema vai ficar ligeiramente acima dos 400 cv, enquanto o binário máximo será de 660 Nm. Com um tamanho relativamente compacto e um peso que fica um pouco acima das duas toneladas, o C40 Recharge consegue acelerar dos 0 aos 100 km/h em menos de cinco segundos e tem uma velocidade máxima declarada de 180 km/h. 

Chegada ao mercadoO início da produção do C40 Recharge está previsto para o outono deste ano, na mesma linha de montagem em que também já é produzido o seu irmão XC40, na fábrica da Volvo Cars em Gent, na Bélgica. Mais do que mudar uma mentalidade em termos energéticos, o C40 Recharge também vai incluir outras novidades na forma como chegará ao mercado. A sua aquisição será efetuada online, sendo que o cliente terá à sua disposição um conjunto de serviços que poderão ser ajustados da forma que desejar. E um deles inclui mesmo a entrega rápida do seu novo C40 Recharge. Este novo modelo é o primeiro automóvel da marca a ser concebido de raiz para ser totalmente elétrico e o segundo a ser alimentado em exclusivo por este tipo de energia. Mas ambos representam apenas o primeiro passo em termos de lançamentos, uma vez que são diversas as novidades que a marca nos vai mostrar em breve, com uma particular atenção no período entre 2025 e 2030, o ano em que os 50 por centro de produção de automóveis exclusivamente elétricos serão transformados na totalidade da oferta da Volvo. Vamos aguardar com muita expetativa, seguramente. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *