MINI JOHN COOPER WORKS “PAT MOSS”

A MINI CONSEGUIU TRAZER PARA PORTUGAL UMA edição muito especial do seu modelo mais desportivo. São apenas 15 unidades em solo nacional, mas há diversos detalhes que os distinguem dos restantes. Para começar, no pára-choques da frente está uma assinatura que diz quase tudo: “Pat Moss”.

Pat Moss era a irmã mais nova de Sir Stirling Moss, que também era piloto de automóveis e foi ela que colocou o nome da Mini na história e ajudou a dar início a um percurso de muito sucesso para esta marca. Em maio de 1962, no International Tulip Rally, que incluía um trajeto entre o município holandês de Noordwijk e a Riviera francesa, numa viagem de ida e volta, Pat Moss marcou presença ao volante de um Mini Cooper e acompanhada da sua navegadora, Ann Wisdom. E no final da prova, foi mesmo esta dupla que registou o melhor tempo, conquistando a vitória, a primeira de sempre da Mini num rali internacional.

Para prestar tributo a este feito, que já aconteceu há 60 anos, a Mini criou uma versão mais especial do seu John Cooper Works, limitada a apenas 800 unidades e de que apenas 15 conseguem chegar a Portugal. Para o distinguir dos restantes, e além da assinatura de Pat Moss no pára-choques dianteiro, está presente uma decoração de três cores no tejadilho e diversas túlipas que simbolizam a histórica prova. Na lateral estão inscritos alguns dos detalhes da prova e na frente estão presentes os números que formavam a matrícula do Mini de Pat Moss: 737 ABL.

O motor é mesmo o bloco de dois litros, com 231 cavalos de potência que existe até agora, e que continua a ser capaz de oferecer excelentes prestações ao mais pequeno dos Mini modernos e a esta edição tão especial.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.