Mini Cooper SE Countryman ALL4 LCI PHEV

O MAIOR DOS MINI é também um dos mais sofisticados do ponto de vista tecnológico. À medida que a marca avança para um mundo totalmente movido a eletricidade, esta é uma das versões que faz a ligação entre o passado e o futuro, ao incluir um sistema híbrido plug-in com o qual podemos circular cerca de 50 quilómetros sem sequer ter de usar o motor térmico. Mas este continua presente. O pequeno bloco de três cilindros com 1,5 litros de capacidade está longe de ser dos que ocupa mais espaço a bordo de um automóvel, mas não é por isso que deixa de ser competente, principalmente quando trabalha em parceria com um segundo motor, elétrico, com 95 cv e que é alimentado por uma bateria com 10,0 kWh de capacidade.

O motor térmico está encarregue de passar potência para o eixo dianteiro, enquanto o elétrico fica com o eixo posterior a seu cargo. Em conjunto, conseguem oferecer uma potência máxima de 220 cv e um sistema de quatro rodas motrizes, que garante a exigida dose de diversão ao volante de um Mini, principalmente quando enfrentamos estradas com aderência inferior ou desafios semelhantes. Segundo a marca, num percurso misto, as médias de consumo conseguem ficar em torno dos dois litros de combustível para cada 100 quilómetros percorridos. E no que diz respeito a prestações, a marca anuncia 6,8 segundos para a aceleração dos 0 aos 100 km/h e quase 200 km/h de velocidade máxima.

A bordo, o Countryman já não é assim tão “Mini” quanto isso, no que diz respeito ao espaço disponível para cinco pessoas e na bagageira com mais de 400 litros de capacidade. Mas a imagem, essa é inconfundivelmente “Mini”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.