Mercedes-Benz GLC 300de

ATUALMENTE, a Mercedes-Benz, é a única marca a disponibilizar versões híbridas plug-in que combinam um motor elétrico com um diesel. Ao contrário da grande maioria de todos os outros fabricantes que parecem nem querer ouvir esse nome, ainda há alguns que defendem a continuidade dos motores movidos a gasóleo, afirmando que estes ainda têm muito para oferecer. E bastam apenas uns minutos ao volante do GLC 300de, mesmo na versão que está prestes a abandonar o mercado, para ficarmos precisamente com esta ideia. É que neste SUV da marca alemã estão diversas soluções para diversos problemas e questões da atualidade. Por exemplo, atualmente, todos falam na eletrificação e nas vantagens de um motor elétrico para o dia-a-dia. Sem problemas, o GLC 300de tem um motor elétrico capaz de fazer este modelo rolar sem usar o motor térmico com uma autonomia máxima próxima dos 45 quilómetros, que poderá ser facilmente melhorada com a nova geração de baterias e sistemas que vão chegar com a nova geração deste modelo. A outra questão, está relacionada com os preços do combustível e também com a autonomia de quando é necessário fazer uma viagem – algo que na maioria dos casos, acontece apenas uma ou duas vezes por ano. Bem, no caso do GLC 300de, o motor diesel de quatro cilindros e dois litros de cilindrada, ajuda a que o computador de bordo nos chegue a mostrar autonomias com quatro algarismos e ainda se mantêm durante algum tempo. Por isso, porque é que não há mais marcas a apostar nesta solução?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *