FORD KUGA PHEV

Com o novo Ford Kuga, a marca começa finalmente a explorar um segmento que tem estado sempre em expansão nos últimos anos e com a versão PHEV, ou plug-in hybrid, ainda consegue entrar no mundo da eletrificação, que também se encontra a conquistar cada vez mais adeptos. Além da versão equipada com um tradicional motor turbodiesel, a Ford ainda disponibiliza esta versão híbrida do Kuga, equipada com um motor 2.5 a gasolina e com uma potência combinada de 225 cavalos. Em termos de autonomia, esta versão do Kuga consegue percorrer quase 60 quilómetros sem sequer despertar o motor de combustão, segundo os dados fornecidos pela marca, o que pode ser mais do que suficiente para a maioria das deslocações entre casa e o trabalho. Ou seja, se tiver a possibilidade de carregar o carro em casa, poderá ir até ao trabalho e regressar sem sequer gastar combustível, pelo menos, na teoria. Uma das desvantagens do sistema é que a caixa automática ainda é uma solução de variação contínua, muito eficaz para este género de sistemas, mas também muito sensível a alterações do pedal do lado direito, o que pode fazer com que o motor de combustão seja ligado mais cedo do que o previsto. Para contrariar este ponto, o sistema híbrido do Kuga conta com diversos modos de funcionamento além do habitual modo automático, incluindo aquele que carrega a bateria com a ajuda do motor de combustão e o que guarda a eletricidade disponível para mais tarde. Na prática, tudo isto contribui para que o gasto de combustível de emissões poluentes seja o mais reduzido possível, mesmo com a presença de um motor de 2,5 litros, atmosférico, que foi afinado para fazer parte deste sistema híbrido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *