Dacia Spring

O PRIMEIRO MODELO da Dacia a ser equipado com uma motorização totalmente elétrica é o novo Spring, uma opção que segue a mesma linha de raciocínio dos outros modelos da marca, ao oferecer uma proposta sincera, inteligente, e por um preço que uma boa percentagem de consumidores ainda consegue pagar. O resultado é o automóvel 100% elétrico mais acessível do mercado, com quatro lugares, um nível de equipamento que oferece apenas aquilo que é mesmo necessário e uma autonomia que consegue superar os 200 quilómetros com alguma facilidade, especialmente à medida que nos vamos habituando à sua condução.

A bordo, a primeira impressão pode não ser das melhores, mas este não foi um modelo concebido para ser o mais luxuoso e confortável e sim a ferramenta mais prática para a nossa rotina diária. Ao fim de algumas regulações, a posição de condução é correta e confortável e no sistema de infotainment, nem sequer falta a ligação ao smartphone com Apple CarPlay e Android Auto.

O sistema elétrico incluído neste Spring também não impressiona com os números que apresenta. O motor oferece apenas 45 cavalos de potência, a velocidade máxima ronda os 125 km/h e a aceleração dos 0 aos 100 km/h fica perto dos 20 segundos. Tudo, num carro que não pesa uma tonelada e que fica abaixo do que poderíamos esperar “antes” de andarmos com ele. E é precisamente neste ponto que está o verdadeiro trunfo do Dacia Spring. É que, desde o primeiro minuto em que o começamos a conduzir, o Spring começa a cativar-nos cada vez mais. O que este modelo tem para nos oferecer vai fazendo cada vez mais sentido e a proposta da Dacia para o mundo dos elétricos torna-se simplesmente brilhante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.