Citroën C4

A NOVA GERAÇÃO do Citroën C4 merecia uma palavra diferente para se usar em vez de dizer apenas que é a nova. Este novo modelo rompe bastante com o seu antecessor e serve como um novo passo para a marca francesa. Nesta nova gama, além das tracionais versões de motor térmico, temos também disponível uma totalmente elétrica, deixando essa opção para o consumidor, mas mantendo o mesmo desenho da carroçaria, um pouco aproximado ao de um Crossover e com diversos novos detalhes.

Entre eles, destaque para o novo formato das assinaturas visuais em LED, tanto na secção dianteira como na traseira, que parecem expandir as ideias de modelos já existentes. O resultado é visualmente mais apelativo e moderno, ao mesmo tempo que não se torna demasiado estranho pelo abuso de arrojo. De uma forma geral, o novo C4 parece ter encontrado um bom equilíbrio neste ponto.

No habitáculo, a evolução continua presente em diversos pontos. Em primeiro lugar não há como não destacar o espaço disponível, seja nos lugares da frente como nos traseiros e há diversos detalhes que conhecemos inicialmente em versões da DS, o que também mostra a importância que a Citroën quis dar a esta nova geração do C4. O painel de instrumentos é totalmente digital, mas o maior destaque vai para o monitor tátil de dez polegadas que encontramos no topo da consola central e que inclui diversos dos sistemas e configurações deste modelo.

Já em estrada, a preocupação com o conforto é bastante evidente, tanto no que diz respeito às novas suspensões da marca com batentes hidráulicos, como na própria posição de condução, preparada para as viagens mais longas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.