HOTEL SALTO CHICO

6 de Dezembro de 2011

NO FIM DO MUNDO

 

Começou por ser a base das explorações na Patagónia, mas deu a conhecer o charme do acordar numa das mais fantásticas paisagens do planeta. O Salto Chico é um desses hotéis onde se deve ir pelo menos uma vez na vida.

 

Daqui parte-se à descoberta da Patagónia, como Magalhães ou Chatwin. Esta é terra de paisagens infinitas. Foi no longínquo Parque Nacional Torres del Paine, na Patagónia chilena, no extremo sul do continente americano, que a empresa Explora construiu o Hotel Salto Chico, junto à margem do lago Pehoé, para depois se poder partir à aventura. Refúgio de linhas simples, a fim de não distrair o viajante das belezas naturais, foi concebido pelo arquitecto Germán del Sol, o mesmo que trouxe um glaciar da Antárctida para a Expo 92, em Espanha, para aí fazer o pavilhão do Chile. A arquitectura do edifício, aliada à sua localização, já lhe valeu inúmeros prémios de turismo. Com 50 quartos, o Salto Chico foi concebido a partir de materiais que a região oferece, como a madeira de cipreste, a ardósia ou o cobre, trabalhados por artesãos locais. Acrescentou-se o requinte de camas de Barcelona, almofadas da Bélgica, tapeçarias de Nova Iorque e baixelas de Inglaterra. Mas o melhor é sempre a vista que as grandes vidraças proporcionam. À noite, sabe bem um banho quente depois de um dia a experimentar temperaturas negativas, uma lareira acesa para aconchegar as conversas, um jantar no restaurante do hotel, mistura de nouvelle cuisine e dos melhores produtos locais, e um vinho chileno a acompanhar. Com uma estada mínima de quatro noites, vai ter tempo para usufruir quer da beleza natural em volta quer do conforto do hotel.

E não se julgue que no fim do mundo não continua ligado ao mundo, pois há uma sala com televisão, telefone e comunicação via rádio entre os veículos. Muitos chegarão de mochila às costas e botas de montanha, em vez de malas de griffe e saltos altos. Por isso, não foram descuidados serviços como a lavandaria e há uma loja onde pode adquirir tudo o que necessita para continuar a viagem longe da civilização. Enquanto pernoitar no hotel, tem um armário à disposição para guardar todo o material das explorações.

Quanto aos cuidados médicos, mais vale prevenir. Embora todos os guias e pessoal do hotel estejam habilitados para prestar os primeiros socorros em caso de emergência, há um único posto no parque e o hospital mais próximo fica em Puerto Natales, a duas horas e meia de distância. Para se distrair, tem uma biblioteca e uma sala de jogos e de música. (…)



Categoria: Unforgettable Hotels

Bem vindo à Frontline

Iniciar sessão

Esqueceu-se da senha?

Criar Registo Neste Site

captcha image

%d bloggers like this: