CONCORSO D’ELEGANZA VILLA D’ESTE

14 de Junho de 2019

OS AUTOMÓVEIS MAIS RAROS DO MUNDO – Aquele que é um dos concursos de elegância automóvel mais reputados a nível mundial, o Concorso d’Eleganza Villa d’Este, celebrou 90 anos. Em mais uma edição cheia de glamour, estiveram reunidos 50 dos mais caros e chiques automóveis do mundo, desde 1925 até aos nossos dias. Realizado pela primeira vez em 1929, o Concorso d’Eleganza Villa d’Este é talvez o mais significativo de todos os acontecimentos que comemoram a mística dos automóveis históricos. Foi com o objetivo de apresentar algumas das mais entusiasmantes criações da indústria automóvel ainda embrionária de então que este evento foi criado. Mais recentemente, em 1999, o BMW Group assumiu a organização e juntou ao glamour – elemento indissociável – um toque de modernidade e suspense, unindo passado e futuro, ao criar uma montra para apresentação de protótipos futuristas. 

Distinguindo-se pela beleza do cenário envolvente, pela organização eficiente, pelo programa no Grand Hotel Villa d’Este e Villa Erba e por uma plateia entusiasta, o concurso, patrocinado pelo BMW Group, exibiu 50 carros colecionáveis, dos ​​mais caros e bonitos do mundo, de 1925 até hoje, como um Bentley 4 Litros de 1936, um Ferrari 250 GT Berlinetta de 1960, um Aston Martin V8 Vantage de 1985, um Lamborghini que foi conduzido pela princesa Grace e um BMW roadster pertencente a Elvis Presley. Os preços da maioria dos automóveis em exibição aproximavam-se ou ultrapassavam a fasquia de um milhão de euros por exemplar. Entre estes encontravam-se o Bugatti La Voiture Noire, a valer 12,5 milhões de euros, premiado por referendo público nos jardins de Villa Erba, e o inestimável BMW Garmisch, que foi recriado em homenagem ao modelo de 1970. Com os automóveis agrupados em diferentes categorias, um painel exclusivo de especialistas avalia os modelos a selecionar, para encontrar o Best of Show, o troféu atribuído pelo BMW Group. 

Programa do evento - Na edição deste ano, o mote foi “The Symphony of Engines – 90 Years of the Concorso d’Eleganza Villa d’Este & BMW Automobiles”. Em parceria com o BMW Group Classic, os carros e motos históricos mais extraordinários do mundo reuniram-se, novamente, para um concurso de beleza cuja exclusividade e tradição não têm paralelo. 

Este evento realiza-se no último fim de semana de maio. Enquanto o sábado é reservado aos participantes, meios de comunicação e convidados (com bilhetes a 500 euros por pessoa), no domingo o Concours of Historic Cars está aberto ao público no Villa Erba, e são muitos os que não querem perder este momento histórico. Diversos modelos dos mais belos automóveis clássicos do mundo, desde a década de 1920 até ao início dos anos 1980, desfilam ao lado dos mais recentes Concept Cars & Prototypes e encantam os visitantes. A harmonia perfeita entre o público e o júri de especialistas permitiu que o Alfa Romeo 8C 2900B alcançasse a vitória este ano. O coupé de duas portas, elegante e cativante, de 1937, foi coroado vencedor do concurso. David Sydorick, o seu proprietário, alcançou este galardão pela segunda vez, já que em 2015 havia sido distinguido como vencedor dessa edição. 

Estrelas em destaque – De forma a dar outro brilho ao evento, a BMW destaca-se todos os anos pela diferença, e 2019 não foi exceção. O BMW Garmisch, recriado com recurso às poucas imagens da época, encantou todos os presentes. No exterior, destaque para o símbolo com o duplo rim bem demarcado e também a grelha em favo de mel sobre o vidro traseiro. No interior sobressai o rádio em posição vertical e ainda do vidro que aparece no porta-luvas. Na recriação apresentada, existem diversas peças que foram reproduzidas com recurso à impressão 3D, tendo a montagem estado a cargo de artesãos em Itália. De formas mais quadradas, o BMW Garmish recupera os para-choques em metal e plástico, num estilo assumidamente retro.  

A outra estrela foi o BMW Concept R18. Longa, baixa e devastadoramente bonita, esta versão do conceito BMW R18 mostra como a projeção para a frente de um motor boxer dos anos 1960 poderia parecer hoje uma moto personalizada purista em combinação com todos os ícones clássicos do design da BMW Motorrad. “Com a sua estética clara e aberta, o Concept R18 incorpora para mim o que o motociclismo, em essência, é realmente. É tudo sobre sentir, em vez de pensar. Este conceito de moto apela para algo mais profundo, pois o desejo é pegar nela e ir embora”, explica Edgar Heinrich, chefe da BMW Motorrad Design. 



Categoria: Motores, Sem categoria

Bem vindo à Frontline

Iniciar sessão

Esqueceu-se da senha?

Criar Registo Neste Site

captcha image