BENTLEY CONTINENTAL GTC SPEED

6 de Dezembro de 2011

AGRESSIVIDADE DA ESTRADA – AUTOMÓVEL QUE VOA

 

Com um motor W12 de 6.0 litros e 610 cv, o novo Bentley Continental GTC Speed é o mais rápido descapotável de quatro lugares do mundo. A prová-lo está o facto de levar 4,8 segundos a chegar aos 100 km/h e, depois, atingir os 322 km/h.

 

Em Janeiro de 1919, Walter Owen Bentley – engenheiro ferroviário, piloto de carros de corrida e criador de um dos motores de aviões de combate mais bem sucedidos da Primeira Guerra Mundial – reuniu-se com dois colegas para desenhar o seu primeiro automóvel. A sua modesta ambição era a de criar “um automóvel bom, veloz, em suma, o melhor do seu segmento”. Hoje a Bentley Motors comemora o 90.º aniversário desse famoso encontro, a partir do qual a empresa que Mr. Bentley fundou se tornou num dos mais bem sucedidos fabricantes de automóveis de passageiros de alta performance. O Bentley original de 3.0 litros, o de 4,5 litros e o Speed Six colocaram a marca no pináculo do mercado dos automóveis de passageiros e das corridas de resistência, nos anos 20 e princípio dos anos 30 do século passado. Entre 1924 e 1930, os automóveis da Bentley venceram as 24 Horas de Le Mans cinco vezes, incluindo a famosa conquista do primeiro, segundo, terceiro e quarto lugar, em 1929. Os automóveis da Bentley tornaram-se rapidamente na escolha da sociedade mais in, conhecida como o fast set – não só por causa do seu estilo de condução, como também pelo seu apetite de diversão e de aventura. Os Bentley Boys eram um grupo composto por personalidades como o herdeiro da exploração de diamantes, Woolf “Babe” Barnato; o ex-piloto de aviões de combate, Sir Henry “Tim” Birkin e Glen Kidston, marinheiro de submarinos e pioneiro da aviação. As suas façanhas, dentro e fora da pista, criaram uma imagem indestrutível de postura e audácia tipicamente britânicas, que permanece intacta até aos dias de hoje. Assim, não é de todo surpreendente que quando, em 1935, Ian Flemming criou o seu famoso agente secreto britânico, James Bond 007, lhe tenha dado um Bentley para conduzir. Já no romance Devil May Care, de Sebastian Faulks, James Bond volta a conduzir um Bentley. Mais tarde, em 1998, a Bentley Motors juntou-se ao Grupo Volkswagen e iniciou um programa rápido de investimento em design, engenharia e unidades de fabrico que dariam aos homens e mulheres de Crewe a oportunidade de explorar o seu potencial em mão-de-obra artesanal e engenharia. O renascimento da empresa foi também sentido a 15 de Junho de 2003, quando dois Bentley Speed 8 de competição, verde-escuros, terminaram as 24 Horas de Le Mans em primeiro e segundo lugar, regressando assim ao topo do pódio, pela primeira vez, em 73 anos. Actualmente, a gama da Bentley inclui três modelos para encomendas individuais personalizadas, que se encontram equipados com o motor Bentley V8 de 6,75 litros. São eles o Arnage – modelo de quatro portas –, o descapotável Azure T e o Brooklands – já descrito como o coupé mais exclusivo do mundo. A empresa oferece também a gama Continental, equipada com uma versão de 560 cv do motor W12 de 6.0 litros e com tracção integral. Nesta família estão disponíveis três tipos de carroçaria: o Continental Flying Spur de quatro portas, o coupé Continental GT e o descapotável Continental GTC. Estes três modelos estão também disponíveis na variante Speed, que os alimenta com um motor de 610 cv capaz de atingir 324 km/h. (…)

 



Categoria: Sem categoria

Bem vindo à Frontline

Iniciar sessão

Esqueceu-se da senha?

Criar Registo Neste Site

captcha image