DS3 E DS3 CABRIO

10 de Maio de 2016

Oi-15NA8694AUTOMÓVEL ÚNICO

REINVENTAR O QUOTIDIANO

O mês de abril assinalou a chegada dos novos DS 3 e DS 3 Cabrio a Portugal, o que permitiu à DS ir ainda mais longe nos seus objetivos. Estes dois modelos representam uma continuidade no processo de renovação de propostas da marca. Por Lisboa, Sintra, Belas, pudemos testar os novos DS 3 e DS 3 Cabrio.

Desde o lançamento do DS 3, em 2010, mais de 300 mil condutores cederam ao charme deste automóvel parisiense, chique e moderno. De Paris a Tóquio, de Londres a Buenos Aires, o DS 3 tornou-se um verdadeiro ícone, graças à sua forte personalidade, ao seu estilo único, ao seu prazer de condução e aos seus equipamentos modernos. Como cabriolet ou berlina, este modelo oferece, de acordo com os clientes, a melhor aliança entre conforto e dinâmica. Apoiados neste sucesso, os novos DS 3 e DS 3 Cabrio, revelados recentemente em Portugal, apresentam-se ainda mais atrativos, com novidades em termos de design (nova frente, novas ofertas de personalização, novos motores, novas derivações) e com ainda mais funcionalidades (conetividade, ajudas à condução). Para além disto, estes modelos foram feitos à imagem dos condutores, numa clara reinvenção do quotidiano. Pensado tanto para a cidade como para a estrada, o polivalente citadino da DS surge agora também equipado com o motor de três cilindros turbo PureTech 130 S&S CMV6. Para os condutores mais exigentes, o novo DS 3 estará também disponível em Portugal numa versão PERFORMANCE, com 208 cv sob o seu capot. Na apresentação nacional pudemos descobrir um automóvel dinâmico, com carácter e muito requintado. Superequipadas, as novas propostas oferecem novas opções de personalização e mais motorizações. A receita destes novos modelos é simples: capitalizar o que contribuiu para o sucesso do DS 3 – a sua personalização, o seu estilo, a sua dinâmica – e injetar-lhe um leque de tecnologias e equipamentos atuais (motores eficientes, ecrã tátil conetado), tudo sem esquecer a paixão e a preocupação pelo detalhe que animam diariamente os estilistas, os técnicos, os engenheiros da DS.

Vanguardismo e belezaCL 16.023.012

O DS 3 foi o primeiro modelo a receber a muito expressiva assinatura luminosa DS LED VISION. Agora este automóvel apresenta também a face dianteira DS (DS WINGS) esculpida como uma obra de arte, com uma grelha verticalizada, de forma hexagonal, que arvora orgulhosamente o símbolo DS. O seu contorno cromado, que sublinha a elegância, prolonga-se em direção aos faróis principais e os de nevoeiro em LED, através – sendo esta a grande novidade de estilo nos novos DS 3 – de duas asas cromadas. O sucesso destes modelos assenta, antes de mais, no seu estilo inimitável. As equipas de design da DS conservaram os seus atributos únicos, com o tejadilho flutuante, o tratamento a duas cores da carroçaria (tejadilho e carroçaria) e a linha da cintura semelhante à barbatana de um tubarão, verdadeiras assinaturas da personalidade do modelo DS 3. Objeto único pelas suas múltiplas personalizações possíveis (tejadilho, carroçaria, conchas dos retrovisores, jantes, decoração frontal do painel de bordo, punho da alavanca de velocidades e revestimentos), o novo DS 3 pretende continuar a sê-lo, com uma oferta até 78 combinações de cores carroçaria/tejadilho possíveis. Berlina ou Cabrio, um novo DS 3 para cada um.

CL 16.023.013Motorizações disponíveis

A gama nacional do novo DS 3 apresenta-se com três versões do bloco de três cilindros PureTech que garantiu o galardão de “Motor do Ano” no ano passado. São duas as variantes de 82 cv, uma normal e outra sob o desígnio Drive Efficiency, com características específicas para uma condução mais eficiente.  A sua potência é de 82 cv às 5750 rpm e o binário, de 118 Nm às 2750, atingindo uma velocidade máxima de 174 km/h e os 100 km/h em 12,3 segundos. Qualquer delas surge associada a uma caixa manual de cinco velocidades. Adicionalmente, este mesmo bloco de 12 válvulas conta com uma versão dotada de turbocompressor, fator que faz com que a potência suba aos 110 cv às 5500 rpm e o binário aos 205 Nm às 1500 rpm, numa variante também com caixa CVM de cinco relações e sistema Stop & Start. No domínio dos consumos, cabe, naturalmente, à variante Drive Efficiency a liderança, com uma média de 4,3 l/100 km em circuito misto. Em estreia na gama do novo DS 3 destaca-se o bloco PureTech 130 S&S. Caracterizado por um binário disponível logo desde muito cedo, abrangendo uma larga faixa de utilização, confere ao DS 3 ainda mais carácter e dinamismo, ao mesmo tempo que exibe emissões de CO2 ao melhor nível da concorrência: 105 g/km de CO2 e um consumo misto de 4,5 l/100 km. Com uma potência de 130 cv às 5500 rpm e um binário máximo de 230 Nm alcançado a partir das 1750 rpm, a motorização PureTech 130 S&S revela, assim, todo o potencial do DS 3. Está-lhe associada uma caixa manual de seis velocidades e o sistema Stop & Start. Quanto às propostas da família BlueHDi, são duas as presentes no novo DS 3, ambas extensíveis ao DS 3 Cabrio, exclusivamente comercializado com blocos diesel de baixas emissões e consumos. Por um lado, o motor 1.6 BlueHDi 100 S&S CVM, com um adicional Drive Efficiency (DS 3 Berlina); por outro, o mais potente 1.6 BlueHDi 120 S&S CVM6. Destacam-se, naturalmente, os consumos, a partir dos meros 3 l/100 km (médios, em circuito misto) do bloco 1.6 BlueHDi 100 S&S com caixa manual de cinco velocidades na variante Drive Efficiency, que regista também emissões de CO2 de apenas 79 g/km. Mais potente, com 120 cv às 3500 rpm e com um significativo binário de 285 Nm às 1750 rpm, o bloco 1.6 BlueHDi 120 S&S CVM6 garante ao DS 3 um renovado carácter e dinâmica, com emissões de CO2 de 94 g/km e um consumo misto de 3,6 l/100 km (válido no DS 3 e DS 3 Cabrio).



Categoria: Motores

Bem vindo à Frontline

Iniciar sessão

Esqueceu-se da senha?

Criar Registo Neste Site

captcha image