PERSPECTIVAS PARA 2012

20 de Dezembro de 2011

2012 NOVA ERA?

Fim do mundo ou começo de uma nova era? De uma forma ou de outra, tudo indica que nada será igual a partir de 2012. A crise está para ficar e a austeridade voltará a ser a palavra de ordem. Resta saber quem resistirá…

2012: a Wikipédia diz-nos que é um ano sobre o qual existem muitas crenças populares. A ideia de trans­formação está associada a todas elas. Dizem que é o fim do mundo ou o início de uma catástrofe, mas aquela que mais nos faz pensar será talvez a que nos diz que “o planeta e os seus habitantes podem sofrer uma trans­formação positiva física ou espiritual e que 2012 pode marcar o início de uma nova era”. Se essa transformação é de facto positiva, não sabemos, mas que, ao que tudo indica, ela irá acontecer, já poucos têm dúvidas. A nova era parece ser uma realidade cada vez mais assustadora e 2012 promete trazer-nos respostas das quais não sabemos ainda sequer quais são as perguntas. Em Portugal, a transformação começa já a perspectivar-se em 2011. Olhar para o Orçamento do Estado para 2012 é o mesmo que ler numa bola de cristal e perceber que o que aí vem é duro, muito duro. A vida vai mesmo mudar e, infelizmente, nada indica que no novo ano seja para melhor. O dinheiro no bolso será cada vez mais escasso e difícil de conseguir. Emprego será um tema sobre o qual nem se vai querer ouvir falar, tal será o número de pessoas que não o terá. E para juntar a tudo isto, a Europa continuará a enfren­tar a maior crise da sua história e ninguém pode garantir que será bem sucedida a sair dela, o que significa que nem a ajuda desta potência em que nos incluímos será suficiente para acalmar a mente dos portugueses. Os funcionários públicos e os pensionistas vão chegar ao final do ano com menos dois salários na conta ban­cária: o subsídio de férias e o subsídio de Natal. Vamos todos trabalhar mais dias, uma vez que o número de feriados vai ser reduzido e as pontes eliminadas sem­pre que possível. Além disso, o horário de trabalho vai crescer mais meia hora por dia. Os impostos vão subir, nomeadamente o IVA em alguns produtos. (…)



Categoria: Magazine

Bem vindo à Frontline

Iniciar sessão

Esqueceu-se da senha?

Criar Registo Neste Site

captcha image

%d bloggers like this: