LUÍS MELO RIBEIRO

1 de Fevereiro de 2011

“A SIEMENS É A MELHOR EMPRESA DO MUNDO PARA SE TRABALHAR”

Considera-se um lusitano do mundo. Estudou e trabalhou dentro e fora do país. Conhece realidades distintas. Elogia a raiz da Siemens, alemã, por ser um povo profissional e inovador. Foi o primeiro português a ser CEO da filial em Lisboa. Sempre planeou a sua vida e luta por tudo o que quer. Mesmo com a crise, conta que a Siemens terminou o ano (2010) com um balanço positivo: não é por acaso que a empresa é um dos principais parceiros no desenvolvimento do País. As parcerias com o meio académico existem, “até porque temos por cá muitos talentos escondidos”. As preocupações ambientais são um dos orgulhos: “consideramo-nos a empresa green do mundo”. A organização, excelência e constante inovação: mais três facetas. A entrevista segue com o homem que tem como lema de vida manter o pensamento positivo e fazer bem, à primeira, todas as metas que se propõe alcançar.

 

Quem é o Carlos Melo Ribeiro?

Sou um português do mundo. Nasci em África, depois estudei e vivi em Portugal e mais tarde fui estudar para os Estados Unidos da América. Trabalhei na Europa, incluindo a Áustria e a Alemanha. Hei-de reformar-me no Brasil, onde tenho um investimento.

 

Qual foi o seu percurso académico?

Comecei no Colégio S. João de Brito. Foram 11 anos a estudar nos Jesuítas, excelentes em matéria de educação. Depois entrei no Instituto Superior de Economia. Quando estava no segundo ano do curso, abriu a Universidade Católica. Assim, quando terminei o meu curso fui para lá e fiz Gestão. A seguir fui para Boston fazer um MBA. Isto tudo porque gostava de férias e era a melhor maneira de as prolongar.

 

E profissional?

Comecei por, com uma bolsa, fazer um estágio na Alemanha, na Siemens. Depois fui para os EUA para a Texas Instruments, e é nessa altura que venho para Portugal. Primeiro pela Texas, no Porto, e depois, em Lisboa, para a Siemens. Áustria e Alemanha foram os passos seguintes, pela mesma empresa, e após estas experiências volto para cá.

 

 

Escolheu a sua profissão ou foi escolhido?


Eu escolho tudo o que quero. Não me deixo ser escolhido. Sempre planeei muito a minha vida e lutei pelo que quis. Claro que sempre tive alternativas para o caso de alguma coisa falhar. (…)

 



Categoria: Grande Entrevista

Bem vindo à Frontline

Iniciar sessão

Esqueceu-se da senha?

Criar Registo Neste Site

captcha image

%d bloggers like this: