IATES

19 de Dezembro de 2011

 MANSÕES EM ALTO MAR

É apaixonado pelo mar e pelo luxo? Se reúne as duas condições e uma carteira anticrise, então escolha um superiate para viver o sonho.

Se “crise” é uma palavra que não existe no seu dicio­nário e “luxo” aquela que tem mais entradas possíveis no seu vocabulário, então este artigo é para si. Nada melhor para entrar no novo ano do que pensar em grande, lite­ralmente. Grande no preço, no tamanho e na extravagân­cia. É só escolher um dos iates de luxo que o vão levar a cruzar os oceanos e a atracar nas mais belas praias e marinas do globo, ao mesmo tempo que faz roer de inveja todos aqueles que passam por si.

Para aguçar o apetite, dê uma espreitadela a alguns dos iates mais caros do mundo, verdadeiras mansões dentro de água que pertencem a uma elite de magnatas. A maior destas pérolas ainda não está pronta e promete ser uma das mais caras de sempre. O dono é bem conhecido: Roman Abramovich, dono do Chelsea e o quinto homem mais rico do mundo, segundo a revista Forbes. O russo comprou recentemente o Eclipse, um iate de 169 metros de comprimento, com dois helicópteros, um submarino e um detector de mísseis. Por ele desembolsou cerca de 350 milhões de euros.

Também Larry Ellison, presidente da Oracle, e Paul Allen, o bilionário da Microsoft, são donos de dois superiates que custaram cerca de 200 milhões de euros. O primeiro tem no Rising Sun a menina dos seus olhos. Com 452 pés, este iate tem piscina, adega, cinema, campo de basquete­bol, 16 suítes e um espaço para um submarino particular. É caso para dizer: “Para que querem estes milionários o arsenal de guerra?”

Paul Allen possui o Octopus, com 414 pés de comprimen­to e espaço para três helicópteros e um submarino, claro está, mas este controlado por controlo remoto. A tripu­lação é de “apenas” 60 pessoas e a sua manutenção custa perto de 20 milhões de euros por ano.

 O mais caro do mundo

Mas se quiser ser o dono do iate mais caro do mundo é só fazer a pré-encomenda do History Supreme. Um iate que demorou três anos a ser construído e o primeiro a ser feito com 100 mil quilos de ouro e platina. Só a base da embarcação tem 30,5 metros em ouro maciço, além da âncora e de diversos acessórios a bordo. No interior, pode também encontrar uma parede feita apenas com pedras de meteoro e ossos de Tiranossauro Rex verda­deiros. Esta autêntica obra de arte tem a assinatura do joalheiro Stuart Hughes e custa 3 mil milhões de euros.



Categoria: Extravagâncias

Bem vindo à Frontline

Iniciar sessão

Esqueceu-se da senha?

Criar Registo Neste Site

captcha image