ROTEIROS DE SONHO

6 de Dezembro de 2011

SETE MARAVILHAS DE VIAGENS

Sete destinos de sonho, tão originais e distintos como as Sete Maravilhas do Mundo Antigo. Dos paraísos das Caraíbas à prisão de Alcatraz, passando pelo iate de Onassis ou pelo hotel portátil de Everland. Deixe-se deslumbrar pelo roteiro que preparámos para si.

 

Não são as sete maravilhas do mundo, mas podiam ser. Esqueça os pacotes turísticos que as agências de viagem lhe prepararam. Esqueça os constrangimentos financeiros a que a crise obriga. Esqueça o calendário de férias a que a sua empresa o sujeita. E sonhe… Sonhe com aquela viagem inesquecível onde o luxo e o requinte o levam aos recantos mais paradisíacos do planeta Terra e deixe-se levar pelos maiores prazeres a que tem direito. Sonhar não custa, e se é um dos afortunados a que nenhuma das anteriores premissas é factor de impedimento, então torne esse sonho realidade.

Hipóteses não faltam e, da Europa aos confins da Namíbia, vamos levá-lo numa viagem a sete paraísos dos nossos dias. Escolha o que mais lhe agradar ou todos eles, se assim o desejar.

 

Primeira maravilha: Caraíbas

A sua primeira viagem de sonho não é, com toda a certeza, um dos destinos de massas das Caraíbas. Mas pode ser Necker Island, uma ilha privada, disponível para quem pagar cerca de 18 mil euros por semana, e que pertence ao patrão da Virgin – o britânico Richard Branson –, que a comprou para passar férias com os amigos. No máximo pode convidar 28 pessoas para estas férias privadas, que é exactamente a capacidade máxima do luxo. Mas lembre-se: o preço de 18 mil euros por semana, na suíte principal, cobre apenas a sua estada e a de alguma companhia especial. Para o servir estão lá 30 empregados. Podem fazer churrascos na praia, servir bebidas exóticas ou sushi na piscina ou na praia. Aqui pode dar asas à sua veia desportiva e experimentar windsurf, kitesurf, vela, caiaque. Usufrua, também, da piscina ou do jacuzzi privado.

 

Segunda maravilha: oceanos e mares

Construído em 1943, o iate de Aristóteles Onassis está disponível para alugar por 45 mil euros por dia e ainda pode convidar 35 amigos. O limite não é o céu, mas sim qualquer mar navegável por esta preciosidade. Escolha o seu destino ou deixe-se ficar, simplesmente, pelo Sul de França, onde está normalmente ancorado. O iate tem casino, sala de massagens, salão de beleza, ginásio e televisões plasma. Piscina também não falta, e se estiver farto do mar azul, pegue no helicópetro, que pode aterrar no heliporto do barco, e vá jantar a terra. E ainda pode dizer que passou férias no iate onde já pernoitaram Marilyn Monroe, John.F.Kennedy, Winston Churcill ou Frank Sinatra.

 

Terceira maravilha: França

Paris é sempre Paris e o Louvre nunca perde os seus encantos e magia, mas neste roteiro deixe-se mimar pelos luxos de Chantemesle, um destino para quem procura aliar a originalidade à excentricidade de ter uma ilha europeia só para si. Situada entre La Roche e Vétheuil, bem no meio do Sena, serviu muitas vezes de paisagem para o famoso pintor Claude Monet, que dá o nome a uma fundação criada no local. Instale-se na casa rural de 400 metros quadrados que serve de acolhimento para os turistas que paguem a partir de 3300 euros pelo aluguer da ilha, para um máximo de 12 pessoas durante sete dias. A casa tem seis quartos com casa de banho, lareira, aquecimento central, cozinha equipada, sala de estar e sala de jantar. Cá fora, nesta ilha de 10 hectares, encontra ainda restaurantes de cozinha francesa, campo de ténis, piscina e, claro, um pequeno centro de compras para os mais consumistas. Pode sempre voltar à capital da moda, uma vez que a ilha está a apenas 45 minutos de Paris.

 

Quarta maravilha: no cimo de qualquer edifício

Ao lado da Torre Eiffel, bem no meio da ponte Vasco da Gama ou simplesmente no telhado da casa do vizinho. As opções são ilimitadas no hotel Everland. Isto porque o hotel vai consigo para onde preferir, tratando-se de uma cápsula colorida que dá para pousar em qualquer lugar. É um hotel portátil que tem apenas um quarto, que inclui casa de banho, cama king-size, um lounge e um minibar. Tudo em estilo retro desenhado pela dupla de artistas suíços Sabina Lang e Daniel Baumann. Uma noite custa entre 333 a 444 euros.

 

Quinta maravilha: Alcatraz

The Rock – como é mais conhecido o rochedo que acolheu uma fortaleza militar – foi entre 1934 e 1963 a mais temida, segura e famosa prisão do mundo. Alcatraz será brevemente um hotel de luxo com 200 quartos, com vista privilegiada para a baía de São Francisco. Todos os anos visitam Alcatraz quase 1,5 milhoes de turistas e a prisão não deixará de ser atracção turística. O hotel mantém intacto o bloco de celas da antiga prisão e os quartos ficam no edifício 64, onde moravam os guardas prisionais. Estas são umas férias diferentes, para quem está farto dos paraísos de águas límpidas e sol abrasador.

 

Sexta maravilha: um hotel congelado

No rio Torne, 200 km ao norte do Círculo Árctico, perto da Suécia, encontra-se um hotel que está… congelado. Começou em 1990, com a construção de um iglu, o Artic Hall, com 18 metros quadrados, para albergar uma exposição de arte. Hoje, o IceHotel tem quartos únicos, onde a promessa é de que não passará frio. Tem também uma igreja gelada e o IceBar Absolut, onde os copos são todos feitos de gelo. Os hóspedes vestem roupas quentes e dormem em sacos de dormir sobre blocos de gelo cobertos por colchões e peles de rena. As diárias têm preços a partir de 200 euros e a temperatura ambiente é de -6º C.

 

Sétima maravilha: um sonho em África

Dormir numa tenda no meio do nada, comer no acampamento improvisado, vestir a mesma roupa durante vários dias e usar o deserto como casa de banho na maior parte dos dias. Confuso? Afinal o que lhe prometemos foram férias de sonho. Mas este roteiro é um sonho à moda africana, num passeio que começa na Namíbia e termina em Moçambique, atravessando Botswana, Zâmbia e África do Sul. Tudo sob o comando de Gonçalo Cadilhe, o escritor que encantou com as histórias das suas viagens de nómada. A deslocação é feita em camiões, com uma mochila de 12 kg e durante muitos quilómetros. O objectivo é ficar a conhecer África literalmente por dentro, conhecendo várias culturas e experimentando sensações completamente novas. São cerca de 4 mil euros, para uma viagem de 15 dias organizada pela Nomad.

 

 

 



Categoria: Especial

Bem vindo à Frontline

Iniciar sessão

Esqueceu-se da senha?

Criar Registo Neste Site

captcha image