VISITA PRESIDENCIAL

5 de Maio de 2017

ng8392333RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Marcelo Rebelo de Sousa efetuou uma visita presidencial às instituições europeias. O Presidente da República foi recebido pelos presidentes das instituições da União Europeia e pelo rei Filipe da Bélgica.

No início da visita oficial às instituições europeias, o Presidente da República reuniu-se em audiência com o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, no Edifício Europa do Conselho Europeu em Bruxelas. Depois, Marcelo Rebelo de Sousa reuniu-se com os presidentes do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, e da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker. O Presidente prestou também homenagem às vítimas dos atentados de há um ano, em Bruxelas, depositando uma coroa de flores no monumento erguido em sua memória, tendo sido o primeiro estadista estrangeiro a fazê-lo. Os atentados cometidos no aeroporto internacional de Bruxelas e na estação de metro de Maelbeek, reivindicados pelo autoproclamado Estado Islâmico, foram os mais graves de sempre em território belga, tendo causado 32 mortos e cerca de duas centenas de feridos. Após prestar homenagem às vítimas do terrorismo, o chefe de Estado foi recebido em audiência pelo rei Filipe da Bélgica. Seguiu-se uma audiência com o novo presidente do Parlamento, Antonio Tajani, e um encontro com os eurodeputados portugueses. Marcelo Rebelo de Sousa efetuou uma breve visita à biblioteca do Parlamento Europeu, com passagem pela sala de leitura “Lucas Pires” e por uma exposição de pintura de oito artistas açorianos. Ao final da tarde, o Presidente da República deslocou-se à sede da Comissão Europeia, onde teve um encontro com Jean-Claude Juncker, que o convidou ainda para um jantar em que participaram vários comissários europeus e que encerrou o programa da visita presidencial a Bruxelas. Esta foi a 22.ª deslocação ao estrangeiro de Marcelo Rebelo de Sousa, desde que iniciou o seu mandato, a 9 de março do ano passado.

Resultados revelados marcelo_foto_olivier_hoslet_epa5376ff57

Marcelo Rebelo de Sousa revelou que os encontros mantidos em Bruxelas com as diversas instituições europeias mostraram que o momento que se vive nas relações entre Portugal e a União Europeia é “muito bom”. Salientando, diversas vezes, que Portugal “é um membro empenhado da União” e que “a Comissão Europeia conhece bem Portugal e acompanha o que se passa em Portugal”, o chefe de Estado reafirmou que “não pode haver um relacionamento melhor entre a UE e Portugal”. Marcelo Rebelo de Sousa referiu ainda que, durante a reunião, foram distinguidos todos os domínios que são importantes para as relações entre a UE e Portugal: “económico, financeiro, social, externo, colaboração com África, questões de energia, a presença portuguesa na estrutura de proteção civil a nível europeu, os problemas mais variados”.



Categoria: Em Foco

Bem vindo à Frontline

Iniciar sessão

Esqueceu-se da senha?

Criar Registo Neste Site

captcha image