VOLVO

6 de Novembro de 2017

Volvo’s 60th anniversary celebration

90 ANOS DE SEGURANÇA

A Volvo começou a fabricar automóveis, em 1927, pois considerava que mais nenhuma outra marca conseguia oferecer a robustez e a segurança necessárias para enfrentar as estradas suecas. Ao longo destes 90 anos, a marca introduziu dezenas de inovações, tendo algumas delas mudado o mundo automóvel. É este o grande compromisso da Volvo.

A construtora Volvo nasceu de uma conversa entre o economista Assar Gabrielsson e o engenheiro Gustaf Larson, algum tempo após o primeiro ter perdido a sua mulher num acidente de viação. Desde o início a grande ambição dos dois empresários foi produzir um veículo de qualidade e 100% seguro. Assim, em 1927 pediram ajuda à empresa produtora de rolamentos SKF (Svenska Kullagerfabriken AB), da qual a construtora sueca se tornou subsidiária, e fundam a Volvo. Nesse mesmo ano saía da fábrica o primeiro modelo, o ÖV4 – apelidado “Jacob” –, e ainda antes do final da década de 1920 a empresa deu início à produção de pequenos camiões, tendo começado também a exportar veículos para a Finlândia. Na década de 1930, continuando a privilegiar aqueles que foram os seus alicerces – a qualidade e a segurança –, a construtora sueca começou a apostar, em 1934, na produção de autocarros. Por se tratar de um país neutro na II Guerra Mundial, a Volvo nunca viu a sua produção interrompida, ainda que durante os anos de conflito a tivesse direcionado para a construção de veículos militares. O primeiro veículo Volvo do pós-guerra foi o PV-442 (1942). Contudo, foi na década de 1950, mais concretamente em 1956, que a marca deu os primeiros passos em direção ao sucesso, com a introdução, no Volvo Amazon, do sistema de três pontos do cinto de segurança. Já nos anos 1960, o P1800, de carácter mais desportivo, promoveu a expansão da marca nos EUA. Em 1966, a marca deu mais um passo no que à segurança diz respeito, com a introdução, nos seus modelos, do desembaciador de vidro traseiro e do travão de disco em todas as rodas. A década de 1980 ficou registada na história da marca pelo alcance da meta de 5 milhões de viaturas vendidas. Em 1999, a Volvo Cars, divisão automóvel da sueca Volvo Group, então subdividida pelas áreas Volvo Camiões, Volvo Autocarros, Volvo Equipamentos para Construção, Volvo Penta, Volvo Aero e Volvo Serviços Financeiros, foi comprada pela construtora americana Ford. Sob administração americana, a Volvo Cars aumentou a sua oferta de veículos e tornou os seus modelos mais luxuosos e apetecíveis para o mercado americano. Exemplo disso é o sucesso do renovado Volvo S60 nos mercados americano e também europeu.

 

Logótipo de referência

Volvo PV 444

O logótipo da Volvo é um círculo cinzento com uma seta apontada para “nordeste”, que há muitos anos atrás era o símbolo químico do ferro. A pátria da Volvo, a Suécia, é bastante conhecida pela alta qualidade do seu ferro. Além disso, o ferro é um metal forte, algo com que a marca do carro quer ser relacionada, dando a impressão de um padrão forte, estável e firme na produção de automóveis. Esse círculo com uma seta a apontar para cima e para a direita é também o símbolo do planeta Marte, que também dá ao logótipo da Volvo uma interpretação forte e cósmica, como uma marca que é grande e que vai longe. No entanto, este logótipo resultou simplesmente da cópia da imagem do ÖV4 quando visto de frente – uma faixa diagonal de metal ao longo da grelha.

 

Celebrar 90 anos     

Num ano em que a marca se encontra a celebrar os seus 90 anos, Lotta Jakobsson, Senior Technical Leader in Injury Prevention do Volvo Cars Safety Centre, esteve no nosso país para dar o seu testemunho relativamente ao compromisso histórico que a marca sueca tem para com o tema da segurança. Com quase três décadas de experiência acumulada na investigação e desenvolvimento em segurança automóvel, Lotta Jakobsson explicou ao pormenor o significado e as várias fases do processo Circle of Life que a Volvo Cars utiliza na análise e desenvolvimento de novas soluções neste capítulo. Com uma base de dados estatística de acidentes recolhidos pela Volvo’s Traffic Accident Research Team, onde se incluem mais de 39 mil veículos e 65 mil passageiros, o Circle of Life começa pela fase de análise de dados reais. Em seguida, os requerimentos de segurança e desenvolvimento de produto incorporam os dados provenientes desta análise prévia com vista à sua inclusão na fase de produção dos protótipos, a que se seguem as fases de verificação constante e produção final. Ao longo dos anos, a Volvo tem sido responsável por dezenas de inovações que mudaram o mundo automóvel e a vida das pessoas, como o cinto de segurança de três pontos, a cadeira de segurança para crianças, o airbag, o sistema de travagem automática e, mais recentemente, o sistema Pilot Assist, embrião dos passos com vista à condução autónoma. Para Lotta Jakobsson o compromisso da marca sueca com a segurança está bem vivo e os novos modelos são disso exemplo.



Categoria: Em Destaque

Bem vindo à Frontline

Iniciar sessão

Esqueceu-se da senha?

Criar Registo Neste Site

captcha image