LISBON & ESTORIL FILM FESTIVAL

14 de Dezembro de 2012

HOTEL CASCAIS MIRAGEM E LISBON &ESTORIL FILM FESTIVAL

EM NOME DA SÉTIMA ARTE

O Hotel Cascais Miragem associou-se, uma vez mais, ao Lisbon & Estoril Film Festival e o balanço foi muito positivo. Foram 160 filmes a que assistiram, durante 10 dias, cerca de 45 mil pessoas. Tudo em nome da sétima arte.

 

O Hotel Cascais Miragem foi, pelo sexto ano consecutivo, a unidade oficial do Lisbon & Estoril Film Festival. Dirigido por Paulo Branco, este festival, que começa a ganhar o seu lugar no panorama europeu do cinema, teve como convidados algumas das grandes figuras cinematográficas como Willem Dafoe, Paul Giamatti, Isabelle Huppert e Olivier Assaya, entre muitos outros. O Hotel Cascais Miragem foi ainda palco para uma conferência de imprensa que juntou Willem Dafoe e Paulo Branco, num início de tarde muito animado. Apoiado pelas câmaras municipais de Lisboa e de Cascais, o Lisbon & Estoril Film Festival 2012 apresentou 160 filmes a que assistiram, durante 10 dias, cerca de 45 mil pessoas.

 

Os eleitos

L’Intervallo, a primeira ficção do documentarista italiano Leonardo di Costanzo, foi o vencedor do festival.  O filme dá a conhecer a história de dois adolescentes fechados num prédio abandonado e conta com os atores italianos Salvatore Ruocco, Francesca Riso e Alessio Gallo como personagens principais. Veronica é a prisioneira e Salvatore toma conta dela a mando do líder de um gang local. Ela é uma mulher desinibida, enquanto ele procura apenas cumprir as ordens. À medida que o tempo passa, a relação entre os dois torna-se menos hostil. No entanto, o momento do julgamento de Veronica está cada vez mais próximo. Apresentado pela primeira vez no Festival de Veneza 2012 – onde arrecadou sete prémios –, L’Intervallo foi considerado pelo júri do Lisbon & Estoril Film Festival, composto pela atriz Fanny Ardant e pelos músicos Sonia Wieder-Atherton e Alfred Brendel, a melhor das 11 longas-metragens a concurso. O vencedor recebeu um troféu elaborado pelo Instituto de Artes e Ofícios da Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva, bem como um relógio Jaeger-LeCoultre     da edição especial produzida para o Lisbon & Estoril Film Festival. Existiram ainda neste festival outras distinções. O Prémio Especial do Júri João Bénard da Costa, que homenageia o falecido diretor da Cinemateca Portuguesa, foi atribuído ex aequo ao filme cazaque Student – uma adaptação livre de Darezhan Omirbayev da obra literária Crime e Castigo – e ao filme bósnio, de Aida Begic, Children of Sarajevo, que conta a vida de dois órfãos de guerra na Sarajevo contemporânea. O Prémio Cineuropa coube a Rengaine, uma obra do francês Rachid Djaïdani, e o Prémio Primeira Obra foi atribuído ao documentário coletivo russo Winter, Go Away! O júri decidiu ainda premiar o desempenho do ator francês Melvil Poupaud em Laurence para Sempre, de Xavier Dolan. O Lisbon & Estoril Film Festival encerrou a sua sexta edição com as antestreias de As Voltas da Vida, de Robert Lorenz, com Clint Eastwood, e de Cloud Atlas, de Tom Tykwer e dos irmãos Wachowski, que conta com Tom Hanks e Halle Berry nos principais papéis.



Categoria: Em Destaque

Bem vindo à Frontline

Iniciar sessão

Esqueceu-se da senha?

Criar Registo Neste Site

captcha image