TURISTAS

8 de Fevereiro de 2016

45QUALIDADES E DEFEITOS DOS VIAJANTES

Quais são os viajantes que têm mais qualidades? E mais defeitos? Quais serão os melhores e os piores turistas do mundo? Descubra os resultados.

Decidir e afirmar quais são os melhores e os piores turistas do mundo não é algo fácil e, por isso, fazem-se frequentemente inquéritos e pesquisas, mas os resultados mudam segundo os diversos critérios de avaliação. Há hábitos que não são comuns a todos, e o que para uns é normal, para outros pode ser totalmente estranho. O motor de pesquisa de voos e hotéis Jetcost (www.jetcost.pt), que frequentemente efetua estudos de mercado entre os seus utilizadores, procedeu à realização de um inquérito entre os diretores, rececionistas e empregados de hotéis de todo o mundo, para que fizessem uma avaliação dos turistas que estiveram hospedados nas suas unidades durante o último verão, tendo como critérios o seu comportamento e costumes habituais. No estudo era pedido que avaliassem, por nacionalidades, os seguintes critérios: educação, problemas provocados, barulhos, limpeza e ordem, roubos, estragos nos quartos, queixas apresentadas, modo de vestir, disponibilidade para falar o idioma local, interesse em conhecer a gastronomia e a cultura, além das gorjetas. Desta forma foi possível identificar os melhores e os piores hábitos e costumes de turistas oriundos de diversos países do mundo.

Os melhores turistas46

Segundo as conclusões do estudo, os melhores turistas são os japoneses, os escandinavos, os australianos, os canadianos e os alemães. Os primeiros destacam-se como sendo os mais educados e disciplinados com bons modos e comportamento. Além de ordenados e silenciosos, são também os que apresentam menos queixas e os que menos coisas levam dos quartos, que mais gastam nos hotéis e apresentam mais interesse pela cultura local. Os escandinavos tentam falar os idiomas locais, isto porque há poucas pessoas a falar sueco, norueguês ou danês. São educados e humildes, não costumam fazer queixas, provocar problemas ou fazer barulho. Os australianos interessam-se pelas comidas típicas locais e gostam das mesmas. A sua cultura e origem multicultural fazem deles turistas que se adaptam facilmente aos costumes de cada país. São muito silenciosos, educados e limpos. Já os canadianos são elogiados pela sua educação, limpeza e tranquilidade, não fazem muitas queixas e costumam deixar boas gorjetas. São muito interessados pela cultura local. Finalmente, os alemães são turistas muito educados e pouco dados a causar problemas onde quer que vão (exceto quando bebem um pouco mais de cerveja). Também são viajantes fiéis no momento de repetir o destino, se desfrutam da primeira experiência.

47Os piores classificados

No outro extremo da tabela estão os britânicos, os franceses, os russos, os chineses e os americanos, que são considerados, neste estudo, como os piores turistas. Os britânicos não falam outro idioma que não seja o seu, nem desfrutam da gastronomia e das bebidas locais. Tendem a provocar desordem, a destruir os quartos e a fazer muitas queixas nos hotéis. Também são os mais malvestidos e os que menos gorjetas deixam. Considerados como arrogantes, mesquinhos, mal-educados, barulhentos e um pouco sujos, os franceses também não se esforçam por falar outro idioma que não seja o seu. Por seu lado, interessam-se pela cultura e gastronomia local. Os russos são considerados no estudo como malcomportados, com falta de princípios, pouco generosos nas gorjetas, mal-educados nos buffets dos hotéis, no entanto, no que mais se destacam pela negativa é o falar alto nos lugares públicos, tais como bares, restaurantes ou piscinas. Por outro lado, costumam gastar bastante dinheiro nos seus destinos de férias e interessam-se pela cultura e assistência na saúde. O que mais costumam fazer em Portugal, além de irem à praia, é visitar museus, ir a spas ou comprar nas lojas. Os chineses têm um mau comportamento, cospem em qualquer lugar, não respeitam as filas e têm pouco conhecimento dos usos e costumes de outros países. O lado bom é serem os que mais gastam nas viagens, pois as compras são, para 82% dos turistas chineses, o principal objetivo da viagem. Os próprios americanos consideram-se os piores turistas do mundo, embora isso não corresponda aos resultados obtidos neste estudo. São pedantes, não são respeitosos, pouco se interessam pela gastronomia local e não procuram visitas culturais. Também confessam abertamente que levam coisas dos hotéis. Apesar de tudo isto, são os mais generosos a dar gorjetas, talvez porque no seu país tal ato seja quase obrigatório.



Categoria: Dossier

Bem vindo à Frontline

Iniciar sessão

Esqueceu-se da senha?

Criar Registo Neste Site

captcha image