PROIBIÇÕES NAS CIDADES

6 de Fevereiro de 2017

Morrer no Parlamento BritânicoO QUE NÃO FAZER

Existem algumas cidades que contam com proibições engraçadas que podem sair caras aos turistas se não forem respeitadas. Descubra as mais curiosas.

Singapura

Singapura é um dos países mais limpos do mundo e quando em 1992 viu que a fatura do governo aumentava por causa das pegajosas pastilhas elásticas que se encontravam em todos os lados, decidiu proibir a venda e consumo desta guloseima. Desde 2004, esta proibição foi sendo relevada e os habitantes de Singapura puderam recomeçar a consumir pastilhas elásticas, contudo, apenas e só sob prescrição médica. Este tipo de produto pode ser adquirido por quem quer parar de fumar ou tem problemas digestivos.

Dubai

O Dubai é, ultimamente, um dos destinos mais procurados para viagens de lua de mel, mas é conveniente recordar aos noivos que estes não são livres de manifestar os seus sentimentos publicamente, uma vez que é proibido beijar em público no Dubai, um ato que não se enquadra nos padrões morais da cultura local. O governo publicou um folheto onde pede aos visitantes estrangeiros que cumpram certas regras de conduta enquanto estiverem no país, dado que já vários casais foram presos recentemente por desrespeitar essas regras. Entre elas, está ainda a proibição de beber álcool; dançar na rua; demonstrações públicas de afeto, como beijos ou andar de mãos dadas; jurar ou amaldiçoar; e também cuspir na rua.

Suíça

Sabia que, na Suíça, é proibido puxar o autoclismo depois das 22h00 horas? Assim, se decidir visitar este país, não utilize o autoclismo até à manhã seguinte. Segundo os suíços, os vizinhos não são obrigados a ouvir este tipo de ruídos e há que respeitar, caso contrário, poderá mesmo vir a ter que pagar uma multa.

BurundiFazer running em grupo no Burundi

Durante a guerra civil que devastou o Burundi entre 1993 e 2008, os cidadãos praticavam corrida em grandes grupos, como forma de aliviar a tensão e de se protegerem contra as milícias perigosas. No entanto, em março de 2014, o presidente do país, Pierre Nkurunziza, proibiu o running em grupo, argumentando que essas corridas eram usadas, como frentes, por pessoas que estavam a planear atividades subversivas contra o governo. A lei é tão dura que pode levar à prisão, mas só se aplica a grupos, pois é possível fazer running sozinho.

Estados Unidos da América

Os famosos e populares ovos Kinder são proibidos nos Estados Unidos da América devido ao medo que existe de as crianças se asfixiarem com a surpresa que vem dentro do ovo, totalmente fechado num recipiente de plástico. A lei que proíbe qualquer alimento que contenha brinquedos dentro foi aprovada no país em 1938, três décadas antes do aparecimento do famoso ovo de chocolate. Se está a pensar levar algum ovo Kinder para oferecer, tenha atenção, pois a sua entrada nos Estados Unidos pode originar uma multa de 2500 USD por unidade, cerca de 2300 euros.

China

Na China não se pode ver Marty McFly a tentar voltar ao futuro em Regresso ao Futuro, Arnold Schwarzenegger a perseguir Sarah Connor em O Exterminador Implacável ou Bruce Willis a tentar salvar o mundo em Os 12 Macacos, pois estes filmes estão proibidos, bem como todos os outros filmes e séries sobre viagens. O Partido Comunista Chinês, que governa o país, afirma que “os dramas de televisão não devem ter personagens que viajam no tempo e reescrevem a história, pois isso vai contra a cultura chinesa.” A isto deve ser adicionada a “falta de rigor científico” existente na maioria dos conteúdos relacionados com as viagens ao longo do tempo, segundo asseguram os líderes.

Os jeans e os piercings na Coreia do NorteCoreia do Norte

A Coreia do Norte proibiu há alguns meses a sua população de usar calças de ganga e piercings. Numa clara medida restritiva contra a moda dos países ocidentais, que Pyongyang acusa de influenciar a sociedade norte-coreana e os seus valores, os cidadãos são vigiados e inspecionados pela milícia da juventude leal a Kim Jong-un, cuja missão é “prevenir a corrupção da moral pública e localizar tendências capitalistas no vestuário, como saias compridas, sapatos compridos, ou T-shirts”. Os cortes de cabelo são também alvo de avaliação.

Reino Unido

No Reino Unido existe uma lei que proíbe morrer no Parlamento, já que aquele espaço tem um status de Palácio da Família Real. O que acontece é que se alguém morrer no Parlamento, terá direito a ser enterrado com todas as honras da coroa, num funeral de Estado. Assim, os funcionários retiram do Parlamento, com a máxima rapidez, todos os que se sentem mal ou desmaiam.

Itália

Em Eraclea, as praias chamam todos os turistas que procuram fugir das multidões da vizinha Veneza, contudo, se tem crianças, saiba que estas não poderão levar os seus baldes e pás para a praia, pois é proibido fazer castelos de areia. Em Eboli estão mais preocupados com a segurança ao volante. A forma de conduzir, um pouco temerária, que se costuma usar por ali levou as autoridades a proibir qualquer comportamento que possa provocar uma distração ao volante. Um exemplo de distração é beijar alguém no interior de um veículo enquanto se conduz, algo que é punido com uma multa de 500 euros. Em Capri, por outro lado, a maior preocupação é que os moradores possam descansar tranquilos, sem barulho, algo compreensível em qualquer lugar do mundo, mas ali a Câmara Municipal da cidade quis chegar ao extremo e dois turistas foram presos por andarem com os seus chinelos na rua. Foi assim cumprido o novo impedimento do “calçado barulhento”.

Estados UnidosMuito cuidado com o carro nos Estados Unidos

Os Estados Unidos é o país rei das leis e proibições absurdas, mas quando falamos de regras de trânsito, algumas roçam o ridículo. No Alabama, por exemplo, é proibido conduzir com os olhos fechados, contudo, os condutores estão autorizados a conduzir em sentido contrário numa rua de sentido único, desde que tenham uma lanterna na frente do carro. Em Waynesboro (Virgínia), é ilegal uma mulher conduzir pelas ruas principais. Já no Tennessee as mulheres podem conduzir, desde que esteja um homem a correr ou a caminhar à frente dela, agitando uma bandeira vermelha para avisar aos outros condutores e peões que esta se aproxima. Por outro lado, em Denver não se pode conduzir um automóvel negro aos domingos, enquanto na Geórgia não se pode cuspir de um carro em movimento ou de um autocarro, embora os condutores de camiões o possam fazer.



Categoria: Dossier

Bem vindo à Frontline

Iniciar sessão

Esqueceu-se da senha?

Criar Registo Neste Site

captcha image