PALAVRAS

3 de Março de 2017

saudades-de-casa-intercambio-press-abroad-intercambio-1TROCAR SENTIMENTOS POR PALAVRAS

Existem, em todo o mundo, palavras que não têm uma interpretação literal. A língua portuguesa não é exceção e existem três palavras portuguesas que não se conseguem traduzir.

Tim Lomas, da Universidade de Londres, elaborou um estudo que permitiu dar a conhecer palavras que não têm tradução, sendo três delas portuguesas. Uma das mais óbvias é “saudade”, mas existem mais duas: “desbundar” e “desenrascanço”. O estudo conta já com um projeto pessoal, o Positive Lexicography Project. O objetivo é tornar familiar aquelas palavras que só são entendidas num certo país e que não têm tradução literal em nenhuma outra língua, mas que transmitem um sentimento específico que é negligenciado pelas outras línguas. O projeto de Lomas tentou encontrar “sentimentos” não traduzíveis, por todo o mundo, na esperança de conseguir incorporá-los noutras culturas, que não as de origem. Para encontrar as palavras que não têm tradução, o investigador procurou na literatura académica e falou com as pessoas do país de origem das palavras que pretendia descobrir. Mas vamos às palavras portuguesas.

Saudade

Há muito tempo que esta palavra é identificada como sendo só portuguesa. Segundo a tradução, esta palavra significa um desejo melancólico ou nostálgico por uma pessoa, lugar ou coisas, que estão longe, quer no espaço, quer no tempo. Uma vaga de nostalgia que sonha, por vezes, com fenómenos que podem mesmo nem existir. Parece que saudade é algo que só se sente e não se explica.

Desenrascançobla bla bla

Todos sabemos que o “desenrascanço” é algo bem português que pode ser explicado como o ato de se desembaraçar de forma engenhosa, de uma situação problemática. Contudo, não existe uma expressão exata para traduzir o que é o “desenrascanço”.

Desbundar

Esta expressão é explicada como sendo a forma de perder as inibições e, simplesmente, entrar em modo de diversão. Conhecidos por sermos um povo bem-disposto e sempre pronto para a diversão, qualquer português está sempre pronto para “desbundar”.

Outras palavras

Além das palavras portuguesas, existem muitas outras que não têm tradução. Por acaso já se sentiu um pouco “mbuki-mvuki”? Ou “kilig”, ou até mesmo “uitwaaien”.  “Mbuki-mvuki” é uma palavra do dialeto africano Bantu e significa algo como ter uma vontade irresistível de tirar a roupa enquanto se dança. Por sua vez, “kilig” é um termo filipino e tem um significado bastante específico: a sensação nervosa e vibrante que sentimos quando vamos conversar com alguém de quem gostamos. “Uitwaaien”, por sua vez, é uma palavra holandesa que faz jus ao efeito revitalizante de fazer uma caminhada    ao vento.



Categoria: Dossier

Bem vindo à Frontline

Iniciar sessão

Esqueceu-se da senha?

Criar Registo Neste Site

captcha image