GLOBAL CHAMPIONS TOUR

29 de Julho de 2015

IMG_1383PROVA HÍPICA

Cascais recebeu, pelo 10.º ano consecutivo, o evento hípico de saltos de obstáculos de mais elevado nível que se realiza em Portugal, o CSI 5*, uma das etapas do circuito mundial Global Champions Tour. A Mercedes-Benz Portugal associou-se mais uma vez a este conceituado evento, conciliando a presença institucional da marca com a apresentação estática do novo GLE Coupé.

Os fãs do hipismo ou, simplesmente, os mais curiosos acerca do desporto equestre puderam ver em ação, em Cascais, alguns dos melhores cavaleiros do mundo. O CSI 5* Cascais (Concurso Internacional de Saltos, de nível cinco estrelas) decorreu, com entrada livre, no Hipódromo Municipal Manuel Possolo. A elite do hipismo não quis faltar a esta importante demonstração e saltou em Cascais, na nona etapa do Global Champions Tour, um circuito mundial de concursos internacionais de saltos de cinco estrelas. Este circuito é composto por 15 etapas, realizadas em três continentes e em cidades tão distintas como Miami, Madrid, Shangai, Cannes, Mónaco, Paris, Londres, Roma ou Viena. De referir que entre os primeiros classificados do ranking mundial, só faltaram a esta prova os norte-americanos, por não estarem neste momento na Europa. De resto, estiveram em Cascais os melhores cavaleiros do mundo. Nomes como Scott Brash e Daniel Deusser e também como a portuguesa Luciana Diniz foram presenças notadas. A Mercedes-Benz Portugal associou-se mais uma vez a este conceituado evento, conciliando a presença institucional da marca com a apresentação estática do novo GLE Coupé. Paralelamente, estiveram ainda em exposição outros modelos icónicos da Mercedes-Benz, como o Classe G e o AMG GT.

Resultados finaisIMG_4867

O britânico Scott Brash, a montar Hello Sanctos, venceu pelo segundo ano consecutivo a prova principal no Hipódromo Manuel Possolo, ao cumprir a prova “Duas Mãos com barrage” em 36,29 segundos, sem qualquer penalização. O saudita Abdullah Al Sharbatly, em Domingo, e o irlandês Greg Broderick, em MHS Going Global, terminaram na segunda e terceira posições, respetivamente, em 37,90 e 40,97 segundos. A luso-brasileira Luciana Diniz, em Winningmood, não foi além do nono lugar, com 73,77 segundos, mas manteve-se na liderança do ranking do Global Champion Tour, com 246 pontos, mais 32 do que Brash, segundo classificado. Luís Sabino Gonçalves, a montar Filou D; João Chuva, em Virginia Dream; João Pedro Gomes, em Electra S, e Mário Wilson Fernandes, em Zurito, foram os outros portugueses em competição, concluindo a prova nos 32.º, 33.º, 36.º e 37.º lugares, respetivamente.



Categoria: Dossier

Bem vindo à Frontline

Iniciar sessão

Esqueceu-se da senha?

Criar Registo Neste Site

captcha image