BELMOND COPACABANA PALACE

6 de Fevereiro de 2017

Andrea Natal e Sabrina Sato-0429VIAGEM AO JAPÃO

O Baile de Carnaval do Belmond Copacabana Palace é, já, uma verdadeira tradição, a que acorrem famosos e desconhecido foliões. Este ano, o baile homenageia as geishas e as tradições do Japão e terá Sabrina Sato como rainha.

As geishas, as suas tradições e o estudo milenar da cultura, da arte e da dança japonesa dão o mote para o tema, deste ano, do tradicional Baile do Copa. Promovido pelo hotel Belmond Copacabana Palace, no Rio de Janeiro, o evento terá como rainha do baile a musa nipónica Sabrina Sato, que é já considerada uma rainha do Carnaval brasileiro. Sabrina recebe o título que já pertenceu a beldades como Marina Ruy Barbosa, Grazi Massafera, Luiza Brunet, Luana Piovani, Guilhermina Guinle, Sheron Menezes, entre muitas outras beldades. Dando início às celebrações do Carnaval – considerado a maior festa popular do mundo –, o Baile do Copa comemora, este ano, a sua 24.ª edição. Pela sua importância, faz parte do calendário oficial de eventos da cidade e será realizado no sábado, dia 25 de fevereiro, a partir das 22h00. Para Andréa Natal, diretora-geral do hotel, o Carnaval é uma das festas mais bonitas do mundo, e o objetivo do Baile do Copa é exaltar ainda mais essa energia que toma conta da cidade e de todo o país durante esta época do ano. “Já homenageámos a China, a África, a Espanha, a Grécia, e este ano vamos mostrar as tradições, encantamentos e belezas das geishas. A influência japonesa está muito presente no Brasil através da cultura, culinária e alegria dos povos. O nosso intuito é presentear os turistas e os cariocas com uma grande celebração que também dá o pontapé inicial para o Carnaval na cidade”, concluiu.

Uma história a ser contada

A história dos costumes, das tradições e dos encantos das geishas será contada através da decoração dos salões do Copa – Golden Room, Frontais e Nobre. Estes espaços magníficos serão adornados pelo excelente carnavalesco e figurinista Mario Borriello. Formado em Belas Artes e Desenho Industrial, Mario já contribuiu para diversas escolas de samba como Salgueiro, União da Ilha e Império Serrano. Como carnavalesco, ganhou o prémio “Estandarte de Ouro” na categoria “Melhor Enredo” com a música “Peguei um Ita no Norte”, mais conhecida como “Explode Coração”. Depois de meses de pesquisa, Mario conheceu muitas das tradições milenares, a elegância e gentileza do povo japonês. Tal como revela o decorador, o Belmond Copacabana Palace escolheu este tema, já que o Brasil conta com “a maior colónia japonesa do mundo”, e é durante o Carnaval que “os povos se misturam celebrando a alegria e fazendo uma linda festa”, sublinha.

Ideias em destaqueSabrina Sato-0348

Ao chegarem à festa, os foliões vão atravessar o Tori, um pórtico vermelho que representa a passagem do mundo real para o espiritual. Depois, serão convidados a mergulhar, verdadeiramente, no tema ao entrarem num jardim japonês e numa casa de chá que será montada na varanda do hotel. Ao longo do caminho, cerejeiras acompanham todos até à entrada do baile, com o objetivo de trazer magia e romantismo. Já nos salões, esculturas típicas de budas, leões com pedras douradas e dragões suspensos vão criar um ambiente realmente impactante! No salão Nobre haverá uma homenagem ao famoso Festival das Estrelas, o Tanabata Matsuri. Para isso, cerca de 300 cordões com origamis exibirão a cultura da região, centenas de sombrinhas revestirão o teto e 500 lanternas japonesas prometem iluminar a festa. Obviamente que os tons quentes como o vermelho, o laranja e o amarelo serão as cores predominantes. Quanto à indumentária, os convidados podem optar por vestir uma luxuosa fantasia ou um black tie – smoking, para os homens, e vestido longo, de gala, para as mulheres.

Para paladares exigentes

No farto buffet elaborado pelo chef executivo do Belmond Copabana Palace, David Mansaud, a presença do Manekineko, o alegre gato da sorte, acompanhará o banquete de entradas, estações de saladas e pratos quentes. De destacar, como não poderia deixar de ser, os tradicionais sushis e sashimis, que farão as delícias dos aficionados da gastronomia japonesa. Pela primeira vez, será servido, a todos os convidados, o exclusivo espumante do Copa, nas versões rosé e brut.

Um baile com tradição

Realizado, tradicionalmente, no sábado de Carnaval, o Baile do Copa conta com presenças marcantes desde o seu início. O hotel, inaugurado em agosto de 1923, abriu as suas portas para o primeiro baile de Carnaval, em fevereiro de 1924. Jayne Mansfield, em 1959, causou sensação quando a alça do seu vestido se soltou. Brigitte Bardot foi uma das atrações em 1964, quando este baile comemorava o quarto centenário do Rio de Janeiro, com decoração de Júlio Senna em sete salões – representando as ruas do Rio Antigo. Cento e oitenta músicos tocaram, sem interrupção, nessa ocasião. O Baile do Copa teve outras presenças memoráveis, entre as quais: Orson Welles, Ginger Rogers, Mary Pickford, Joan Fontaine, Rhonda Fleming, Walter Pidgeon, Lana Turner, Ann Miller, Zsa Zsa Gabor, Kim Novak, Romy Schneider, Kirk Douglas e Rita Hayworth, que chegou a desfilar pelo salão fantasiada de baiana. Em 1973, o baile deixou de ser realizado pelo hotel, contudo, 20 anos depois, quando a nova direção percebeu a necessidade de recriar um luxuoso baile, a alegria do Carnaval voltou aos salões desta unidade hoteleira. O Baile de Carnaval do Belmond Copacabana Palace é, sem dúvida, uma das melhores tradições do Rio de Janeiro, e a própria história do hotel é prova disso mesmo.



Categoria: Dossier

Bem vindo à Frontline

Iniciar sessão

Esqueceu-se da senha?

Criar Registo Neste Site

captcha image