ITMOI – CNB

6 de Fevereiro de 2017

704_c-32 de março

Teatro Camões

Neste trabalho, destacam-se as dinâmicas com as quais Stravinsky transformou o mundo clássico da música evocando emoções através de padrões, em vez de expressões, e como esses padrões foram enraizados no conceito de uma mulher dançar até à morte. Esta abordagem é uma inspiração enorme, representa uma rutura na mente, uma morte no corpo e um nascimento na alma, tudo lembrando-nos que a mente e a imaginação são selvagens e autocriativas. Adicionalmente, criar esta obra com três compositores diferentes – Nitin Sawhney, Jocelyn Pook e Ben Frost – permitiu descobrir inúmeros e diversos sons, usando Stravinsky como referência, o guia, o mapa.



Categoria: Agenda

Bem vindo à Frontline

Iniciar sessão

Esqueceu-se da senha?

Criar Registo Neste Site

captcha image